Últimas públicações

EDIÇÃO SAÚDE: Coronavírus: preservando a saúde mental durante a pandemia e o período de isolamento social

Hanna Hellena Lucavei Gechele, Psicóloga/ Psicanalista, Graduada em Psicologia – Faculdade Guairacá (2012), pós- graduada em Teoria Psicanalítica e Processos Institucionais em Saúde Mental – Unicentro (2016), Especialista em Avaliação Psicológica Registro e Porte de Arma de Fogo- Qualitá Avaliações Psicológicas (2015) e Formação contínua em Psicanálise – Movimento Lacaniano do CentroSul do Paraná. Atua como psicologa e proprietária da Clínica de Psicologia Hanna H. L. Gechele, Psicologa CRAS – Centro de Referência de Assistência Social (2013-2020), Coordenadora do CRAS (2017-2020) e Professora de Avaliação Psicológica da Personalidade - Atualize Treinamentos e Avaliações Psicológicas (2018-2020).




Por: Psicóloga e Psicanalista Hanna Hellena Lucavei Gechele

Com os acontecimentos mais recentes, frente ao cenário desafiador devido à pandemia COVID-19, estamos todos passando por um momento muito delicado que nos tira muitas coisas: nossa rotina, trabalho, vida social, e o principal, que é o contato afetivo. Muitas atividades planejadas: trabalho, festas, viagens, comemorações, tudo cancelado por tempo indeterminado. O futuro está incerto, nos sentimos desprotegidos diante do que é invisível, nos trazendo a sensação de perda de controle das nossas vidas.

Esses pensamentos podem nos deixar apreensivos. O excesso de informações que temos hoje através das redes sociais, trazem muitas mensagens, realidades vivenciadas por outros lugares, que acabam gerando pânico. Entre sentimentos de medo e insegurança, nesse momento de incertezas sobre o que nos espera, somado ao isolamento social (parte fundamental para conter a expansão do vírus), pode desencadear estresse e ansiedade a todos.

Então, como manter a saúde mental nesse momento? 

As pessoas que já possuem transtornos de ansiedade são as mais afetadas, porque a pandemia agrava a intensidade do transtorno que já é presente na vida dessas pessoas. Por isso, devem ser cuidadas com mais atenção, tendem a experimentar um agravamento de sintomas nos próximos dias, podendo precisar de mudanças de medicação e psicoterapia com maior intensidade. A boa notícia é que podem ser atendidas de modo virtual, já que o ideal é evitar contato físico neste momento, pois o Conselho Federal de Psicologia, acompanhando a tecnologia, regulamentou a modalidade de atendimento on-line.

Evite pensamentos negativos. Proteja-se, mas não esqueça de ser empático, nesse momento pequenas ações podem ser de grande ajuda para os outros. Vamos utilizar da solidariedade, pois estamos todos no mesmo barco.

Nesse cenário de ansiedade, pânico, angústia, raiva, entre outras sensações que muitas pessoas estão lidando neste momento, a dificuldade de ficar isolado socialmente é inerente a todos. Respire fundo e tente ficar calmo, sem desespero! Estar em casa nesse período deve ser visto com um privilégio e não como uma prisão. O isolamento social vai passar, ele é necessário para proteger você, sua família, seus filhos, enfim, toda sociedade.

Entre as situações positivas do isolamento social é manter-se mais conectado aos familiares. Faça coisas que sejam prazerosas, que tragam relaxamento e contribuam para o seu equilíbrio mental, como assistir filmes e séries, manter uma rotina diária com leituras pessoais e profissionais, exercícios físicos, fazer coisas que gosta e que geralmente não tem oportunidade de fazer. Aproveite o tempo com sua família, nosso tempo é valioso ao lado de quem amamos.

As crianças também precisam encontrar meios de enfrentar o isolamento social sem maiores traumas. Agora que estão dispensados das aulas, estipule uma nova rotina de atividades para os pequenos. Leituras, brincadeiras, jogos, contar histórias (de livros ou histórias da sua vida que façam a criança se sentir pertencente a este grupo familiar), conversar, atividades em família. 


Que possamos ter um grande aprendizado nesse período turbulento, nos unir e olhar pelas pessoas com outros olhos, desacelerar. Não esqueça de dedicar um tempo para você, seu autocuidado.  Agora é também um momento de reflexão!

O texto não reflete a opinião do portal, sendo de responsabilidade do autor