Últimas públicações

Ministros da Agricultura e da Infraestrutura debatem fluxo de abastecimento no País

Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em videoconferência
Imagem: Reprodução Assessoria Governo Federal
Os dois ministros têm atuado em conjunto para garantir o livre acesso a estradas, portos e aeroportos para as cargas essenciais

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, têm atuado em conjunto, com estados e municípios, com o objetivo de garantir o livre acesso a estradas, portos e aeroportos para as cargas essenciais, como são os produtos agropecuários, para o abastecimento da população e do sistema de saúde. Por meio de videoconferência, os ministros conversaram na sexta-feira (27) sobre o fluxo de abastecimento do País. 
O ministro Tarcísio de Freitas fez uma avaliação positiva do sistema de transportes e disse que os caminhoneiros estão recebendo apoio nas estradas, com abertura de postos, oficinas e restaurantes. Os profissionais estão recebendo kits de alimentação e higiene, com apoio de entidades do setor público e privado.
Os ministros também conversaram sobre a distribuição, na próxima semana, dos kits de testes rápidos, equipamentos de proteção individual (EPIs) e respiradores, que estão chegando ou sendo produzidos para a rede de saúde do Brasil, via aérea e terrestre. A primeira remessa de kits chegará a São Paulo. Segundo o ministro Tarcísio, essa é “uma operação de logística de guerra para dar braço ao Ministério da Saúde”.
Durante a reunião, a ministra entregou para o Ministério da Infraestrutura o documento resultante do encontro de países sul-americanos, realizado na semana passada, já revisado pelo Mapa. Agora, o Ministério da Infraestrutura revisará sua parte e mandará para o Chile, que preside temporariamente o Conselho Agropecuário do Sul (CAS) e ficou responsável por coordenar este trabalho.
Texto: Reprodução Assessoria Governo Federal