Últimas públicações

Começa amanhã, terça-feira (12), a entrega do Programa Cartão Comida Boa


Informações podem ser solicitadas através do telefone (42) 3667-1519
Imagem: Divulgação 
 

O valor mensal de R$50,00 é destinado exclusivamente para compra de alimentos, durante três meses 

A Secretaria de Assistência Social do Município de Inácio Martins, vai iniciar a distribuição dos cartões do Programa Comida Boa, do Governo do Estado, nesta terça-feira (12).

A entrega e cadastro será realizado no Centro de Referencia de Assistência Social (CRAS), para moradores do Curtume, Vila Javaski, Vila José de Matos Leão e Vila Nova, na Secretaria Municipal de Assistência Social, para moradores do Bela Vista, Cohapar, Centro, Rio Pequeno e Vila Borges, e na Secretaria Municipal de Educação, para moradores das comunidades rurais. 

Tem direito ao beneficio, a pessoa física economicamente em vulnerabilidade social, residente no Estado do Paraná, cadastrada no Cadastro Único da Assistência Social - CadÚnico, maior de 18 anos, renda familiar mensal per capita não superior a meio salário mínimo ou a renda familiar mensal total, não exceder a três salários mínimos, microempreendedor individual, contribuinte individual do Regime Geral da Previdência Social (RGPS), e trabalhadores informais de qualquer natureza, cuja necessidade do auxilio será operada mediante preenchimento de formulário com auto declaração de atendimento dos requisitos e condições. 

O município de Inácio Martins, recebeu 2.100 cartões, destes 1.750 serão destinados para famílias cadastradas no CadÚnico, já o restante será distribuído para famílias que não estão em programas assistências, mas que precisam da ajuda do Governo do Estado, durante o período de pandemia do COVID-19. 

"Para os cadastrados no CadÚnico, os cartões já vieram direcionados, para os demais, as assistentes sociais do município, farão um trabalho de avaliação da necessidade", explica o prefeito Junior Benato.

Segundo o prefeito, no momento do cadastro, será gerado uma senha, onde a família que receber o beneficio poderá utilizar R$50,00 mensal, durante três meses, no comércio cadastrado pelo programa. "Além de ajudar as pessoas que precisam, o programa vai movimentar a economia do município no setor de alimentos, sendo um valor total de R$105.000,00 por mês", conclui.